6. Mai, 2015

Quero...

Hoje.. bem.. hoje, hoje foi um bom dia. Sim, um bom dia. É estranho, não é? Já à uma semana que tem sido assim.. e ainda bem. Acho que finalmente consegui ultrapassar algumas coisas, claro que ainda há coisas que doem, simplesmente já não doem tanto como outrora. Com o tempo, a dor tem vindo a desvanecer, até ao dia em que deixará de existir. Sim, porque eu espero que esse dia chegue. Quero estar bem a 100%. Quero dar valor a quem merece, a quem está lá para mim. Por que sim, cansei de ir atrás de quem não vale a pena. Quero poder aproveitar a vida, e deixar essas coisas ‘’’insignificantes’’’ passarem-me ao lado. Quero que chegue ao dia em que isso já não me afete.

12. Mai, 2015

Estava errada

Hoje foi um dia de merda. Sim. Já não me sentia assim há algum tempo. Hoje fui-me a baixo. Disseram-me algo, que me fez recordar tudo, tudo aquilo que ainda não fui capaz de deixar para trás. Ao ouvir aquelas palavras, lembrei-me automaticamente, foi um impulso, não consegui controlar. As lágrimas derramaram sobre o meu rosto, e por mais esforço que fizesse não conseguia parar. Lembrar-me de tudo aquilo por que passamos, todos aqueles momentos, todas aquelas memórias.. Sim memórias, pois não passam disso. Algo que jamais voltará. Pensei que já tinha trepassado isto, mas estava errada.

13. Mai, 2015

Se calhar

Ontem estive em baixo, mesmo lá no fundo, e sabes que mais? Consegui reerguer-me. Sim, depressa eu sei, e sabes o que isto quer dizer? Que se calhar isto já não me afete, que se calhar ontem foi o dia, o dia em que deixei tudo sair, o dia em que me libertei. Se calhar foi o dia do adeus, se calhar foi a verdadeira despedida. Se calhar, isto foi o fim. Se calhar isto é apenas o começo, o começo de algo verdadeiramente bom. Se calhar, o melhor ainda está para vir, e depois do dia de ontem, talvez esteja preparada para isso. Se calhar..

23. Set, 2015

Amizades

Olá! Há imenso tempo que já não escrevo um texto.. senti saudades. Acho que em relação a ti, é tudo o que sinto, saudades.. Mas ter saudades não implica querer de volta, até porque está ''tudo bem'' assim. Hoje não venho escrever sobre ti. Venho escrever sobre mim. Tenho andado em baixo. Não por tua culpa. Se calhar é por minha. Amizades..a coisa mais importante na vida, após a família. E é em amizades que as coisas não têm andado bem. Vou dar-te o exemplo de uma situação bem recente, a ver se me compreendes. Bem..Distanciar-mo-nos ? Faz parte. Acontece. Reunir-mo-nos de novo? Bem, aí ambos têm de fazer por isso. E sabes? Não é isso que tem vindo a acontecer. Este meu amigo, tu conheces bem, esperava que me pudesses ajudar, mas é claro que não te vou incomodar com isto.. Sabes aquela mania de querer fazer sempre novos amigos? pois, continua com ele. A mim não me magoa o facto de ele fazer novas amizades, e não são só ciúmes se é o que estás a pensar.. Irrita-me o facto dele fazer uma nova amizade com determinada pessoa, depois passado um tempo faz com outra, e à medida que vai fazendo novas amizades, vai esquecendo as antigas.. e eu sou uma dessas amizades antigas. Pior ainda, é o facto de passado uns tempo, ainda dizer ''Tenho saudades tuas. Afastamo-nos e nem sei bem o porquê'' .. mas deve de estar a gozar comigo?! Como se não basta-se , ainda tem o título de melhor amiga com uma pessoa, cujo é só fachada, e ainda fica com ciúmes meus por me dar bem, com a suposta ''melhor amiga''. Depois, sente necessidade de fazer espécies de competiçõezinhas entre mim e a ''melhor amiga'', culpando-nos, quando na verdade é ele que acarreta a maior parte das culpas, se bem que por vezes duvido disso.. Deparo-me a pensar: ''serei que eu tenho culpa nisto? preciso de saber as razões'', ''será que eu lhe dei muito espaço?'', ''será que a nossa amizade não foi o suficiente, daí ele ter a necessidade de fazer constantes novas amizades?''..não sei, a verdade é que não sei mesmo.. Aí emerge uma outra grande dúvida: ''Será que ele mudou desde que nos conhecemos, ou sempre foi assim, e estará agora a revelar-se? Será que sempre foi assim, e eu é que nunca percebi?'... Pois, dúvidas.. Espero que tenhas percebido o que quis dizer, porque tu conhece-nos ambos bem, e talvez me pudesses esclarecer e ajudar, não sei.. A verdade é que não tenho o direito de te pedir isso..Espero que estejas bem, e obrigada porque mesmo não estando aqui, o facto de te escrever isto, já está a ajudar. Obrigada.

25. Set, 2015

'Nunca fui boa a expressar o que sinto'

Boa tarde ! Hoje tive um dia melhor. Um dia um pouco nostálgico, mas nada de mais. Pus-me a pensar em tudo no geral, neste site também. No facto de te escrever, mas saber que nunca terei respostas. Não é o primeiro que faço, mas sem dúvida que foi o que me marcou mais. Ao longo dos meses eliminei vários textos daqui, mas foi apenas isso, eliminado no site, não da cabeça, não do coração. Eliminei-os porque tenho medo que um dia os vejas, e a tua reação ao ler tudo o que escrevi não seja das melhores. Tenho receio que te aborreças comigo, que me olhes diferente, ou então pior, que me deixes de falar de vez. Porque tu sabes que nunca fui boa a expressar o que sinto, algo que tu sempre aprecias-te e que eu raramente fazia, e é por isso que escrevo. É assim que me expresso, que me liberto. Já pensei em enviar-te cada um destes textos, e por-me à tua janela a ver a reação que tens quando abrires as cartas, só que falta-me coragem. Aquela coragem que só tinha quando estava contigo. Agora que tu te foste, ela foi-se também. No entanto nada é impossível, e se algum dia chegares a ler estas cartas , espero que no final tenhas um sorriso, porque aqui demonstro tudo aquilo que não fui capaz de demonstrar quando estava contigo.